sábado, 17 de maio de 2008

Teoria 17: Crise com os progenitores.

A teoria: Pessoas que possuem sérias divergências com os progenitores dificilmente conseguem namorar pessoas que têm boa relação com estes.

O que acontece é que aquele que não se dá bem com a família, se sente vazio e tem uma grande tendência a colocar o(a) namorado(a) em primeiro lugar. Já quem se sente acolhido pela família tem maior dificuldade de priorizar as paixões e não consegue entender a carência do outro, porque já se sente preenchido com seus membros familiares.

5 comentários:

Ju disse...

Só concordo.

Bel Keppler disse...

teoria nova para assunto velho.
interessante, mas distante.
não sei concordar ou não, mas faz sentido.

não vou comentar a dos nomes porque já havia comentado, e foi deletado.

João disse...

O problema é definir o que é um bom/mau relacionamento com os pais, isso é BEM diferente de família para família.

Psicologia disse...

Pessoas que se dão bem demais com a família são completos demais para se apaixonar.

joyce disse...

Pessoas que se dão bem demais com a família são completos demais para se entregar. Apaixonar, eles se apaixonam sim.