quarta-feira, 19 de março de 2008

Teoria 12: Expectativa dos arredores.

Essa teoria eu criei observando ambientes escolares e familiares. É pura neurolinguística.

A teoria: As pessoas agem (e reagem) exatamente como as outras ao seu redor esperam que elas ajam (ou reajam).

Situação 1: Em uma família, há três filhos. O caçula é nitidamente visto como o ovelha negra. Talvez devido a alguma situação banal que poderia ter acontecido com qualquer um (quebrar a televisão da vizinha, por exemplo). A partir do momento que o caçula sente o rótulo que lhe é imposto, começa a ter atitudes de acordo com a expectativa da família. Então ele, para não se sentir sem identidade, se comporta de forma rebelde e insensata. E, assim, a família se satisfaz com o "encaixe" do caçula no seu devido estereótipo.

Situação 2: Início de faculdade. 40 alunos. Um aluno se mostra extremamente participativo e estudioso. Depois de um determinado tempo, os colegas juntamente com os professores começam a tratá-lo como o célebre sabe-tudo. E, por mais que se sinta desconfortável em tal papel, o aluno não consegue se desfazer de tal fardo. Se não age como um exímio nerd, sente culpa. Logo, ele continua sendo estudioso e participativo para corresponder às expectativas daqueles que o cercam.

Estudado e comprovado. Caso alguém pense que causa e consequência se misturam nesse caso, lhes explico: uma atitude qualquer pode gerar um rótulo. O problema é que aquilo que poderia ser uma atitude isolada acaba se tornando um comportamento contínuo em função do rótulo já estabelecido. Contra-argumentações?

9 comentários:

Kinna disse...

Nenhum comentário ainda. Talvez tenha ficado acadêmico demais.

Causa= a atitude que gera o rótulo
Consequência= o rótulo em si

Bel Keppler disse...

o post é complexo.
dificilmente alguém vai discordar do inconsciente.

dificilmente alguém vai postar num feriado, sem que haja muita divulgação.

eu tentei discordar dessa teoria mas acabei tendo que conconrdar depois dos exemplos.

Larissa disse...

Acho que pode acontecer isso sim... mas nem sempre..
Pode acontecer o inverso tb!!
De criarem um rótulo para a pessoa, qq q seja... e ela se "rebelar"...não agir daquela forma, etc.

Teorias só são teorias porque podem ser mudadas! ;) vi isso numa aula de alguma coisa..rs

Beijo procês duas! E boa páscoa!!!

Bel Keppler disse...

tenho que postar aqui, mesmo que isso possa alimentar a má fama de acadêmica (pq isso pode trazer um tom pejorativo).
enfim, discordando da lari, acho que dificilmente acontecerá da pessoa querer fazer o inverso, apesar de esse ter sido meu primeiro raciocínio (até pq desbancar teorias é um ato divertidíssimo). Mas depois pensando, isso realmente pode acontecer! Em uma sociedade como a nossa, em que cada um é voltado pra si, quando alguém "perde" seu precioso tempo com vc, te descrevendo, te percebendo como sujeito singular, é normal a pessoa querer segurar essa imagem que a torna única, mesmo que seja ruim. Pq afinal de tudo, ela sera A mau-humorada, A "fácil", A nerd...

É isso, feito o desabafo, termino esperando por resposta!

Buxexa disse...

como a propria teoria diz, Bel, se vc espera que ninguem comente, ninguem vai comentar.

Buxexa disse...

segundo minha professora de Relacoes Interpessoais e Equipes de Alta Performance, cada pessoa tem um papel em cada um dos grupos que faz parte. A definicao desse papel eh fundamental na construcao da identidade da pessoa. As vezes tem uma pessoa com papeis totalmente diferentes dependendo do grupo que faz parte. Mas tambem tem uma coisa do observador/rotulador: depois de atribuido o rotulo, a pessoa passa a utilizar um filtro para enxergar a pessoa rotulada, e tudo que se enquadra no rotulo eh acentuado, e oq se opoe, atenuado.

Ju disse...

Odeio estereótipos.

Bel Keppler disse...

todo mundo odeia, mas todo mundo faz e é feito por estereótipos.

somos o que somos para ser percebido. se não fosse assim, não seríamos muita coisa (o que não deixamos de ser).

Bel Keppler disse...

cada vez mais essa teoria é mais e mais comprovada.

logo mais podemos fazer um top 5 teorias... só precisamos postar mais algumas! hehehe...

ontem ela foi comprovada no grupo de estudos. Ela e a dos números ímpares. se a gente quisesse ser academicista, tava pra comprovar a dos impares com complexo de edipo.