terça-feira, 11 de março de 2008

Teoria 5: O pensamento premonitório.

Criei esta teoria depois de muitas vezes ter sido desacreditada após contar a amigos e parentes meus presságios e eles nunca acontecerem. Se minha sensibilidade premonitória nunca foi levada a sério, criei uma teoria para explicar o porquê das falhas de minhas previsões.

Teoria: A "premonição" uma vez contada para alguém não se realiza. Mas se você tiver um pensamento premonitório e o mantiver em segredo, o maldito se realiza instantaneamente.

Situação 1: Duas amigas estão se arrumando para ir numa balada aleatória. Uma delas é totalmente apaixonada pelo professor de história- um cara trintão, intelectual e caseiro. A outra em um insight magnífico pressente que o docente estará na balada (apesar da faixa etária e estilo do professor indicarem uma grande impossibilidade de que este frequentasse uma balada). Ao comentar com a amiga apaixonada causa profundo entusiasmo. Tal entusiasmo, no entanto, é frustrado quando ambas já na pista de dança há horas percebem que não há nem sinal do historiador charmoso. A amiga "vidente" é totalmente desacreditada para o resto de sua amizade com a outra.

Situação 2: Uma família está indo viajar de carro. 770 km de percurso em uma estrada em ótimo estado. O carro é novo e o motorista super astuto. O filho mais velho, antes de entrar no carro, "sente" que um acidente vai acontecer. Mas, por medo de parecer neurótico, não comenta nada com o restante da família. 400 km após, em um engarrafamento, o carro de trás desgovernado bate na traseira do carro da família em questão.

Premonição acertada é premonição não-comentada. Simple as that.
Talvez alguma religião consiga refutar essa teoria. Estou sempre à espera.

P.S.: Sim, overdose de mim por aqui, quem sabe assim a outra colaboradora sinta a pressão para postar?

4 comentários:

Lucio disse...

Teoria interessante... e jah deve ter acontecido sim com mais pessoas kinna. Mas ela fica engraçada se alterarmos o foco da analise, por exemplo, para o historiador charmoso: Após ter sentido um estranho incentivo q o convidava para a balada alternativa, ele resolve se arrumar. Então, ele entra num tranquilo banho, relaxando embaixo do chuveiro... quandoo... (Neste exato momento, vc comenta seu pressagio com sua amiga) ...de repente ele escorrega e leva um tombo fenomenal, impossibilitando-o de comparecer a balada.

Bel Keppler disse...

Hahahahaha... eu amo meu namorado engenheiro e seus comentários exatóides.

Serve de vingancinha quanto a sua pressão pra eu publicar blogs.

Bel Keppler disse...

hahaha depois de séculos, eu e minha lerdeza consegui lembrar de pensamentos premonitórios que prejudicaram algo acontecer!

realmente, a teoria tem uma certa veracidade, se a gente esquecer do outro lado, que o Lu fez questão de lembrar...maaas, por outro lado, tem teorias, tipo a da sincronicidade, ou murphy(hahaha) que comprovam que as coisas estão interligadas... vai saber né!

Kinna disse...

Sim, sim....a teoria sob a perspectiva "exata e matemática" do lúcio realmente não faz muito sentido. E tem mesmo a lei de murphy. Como eu citei nos exemplos, basicamente as 'previsões' otimistas não dão certo e as pessimistas dão.